A balada de Adam Henry – Ian McEwan

A balada de Adam Henry – Ian McEwan

“Ele tinha feito uma declaração chocante e lhe imposto um fardo insuportável.” “Ele” é Jack, que acaba de anunciar à mulher, Fiona Maye, que está prestes a se lançar em um caso amoroso com uma mulher de vinte e oito anos. Fiona, a protagonista do romance, é uma juíza de meia-idade cuja devoção ao trabalho parece um tanto obsessiva. Agora que seu espaço doméstico seguro e acolhedor deixou repentinamente de existir, restam a mágoa, a confusão e a perplexidade. Tudo o que havia de rígido em Fiona parece se esfarelar. Assim tem início A balada de Adam Henry, livro mais recente do britânico Ian McEwan.

Eclipse – John Banville

Eclipse – John Banville

Do início ao fim, Eclipse é marcado pela imprecisão. Nas primeiras páginas do romance, as cenas difusas que se interpõem num ritmo acelerado desafiam o leitor a determinar se pertencem ou não à série de delírios do protagonista. As respostas não demoram a surgir, mas podem se revelar contraintuitivas: o que parecia sonho é realidade, e vice-versa. “A linha divisória entre ilusão e seja lá o que for o seu oposto para mim ficou apagada a ponto de desaparecer. Não estou dormindo nem acordado, mas em algum confuso estado intermediário entre os dois”, escreve o narrador.